Mulheres abandonadas (parece nome de novela!)

Professorinha,
Não me sinto vingada e nem estou feliz por vocês terem terminado. Porque continuo pensando o mesmo que te disse na primeira vez que conversamos: enquanto vocês não esgotarem essa relação, não poderão se envolver realmente com ninguém. Na verdade, somos os três vítimas de nossos sentimentos e idealizações.
Quanto à  moça que se diz esposa, é a bola da vez, mais uma que ele está usando, para se ocupar e não ceder àquilo que realmente quer. Por que achas que ele não foi embora? Por medo de mais uma vez não dar certo. Também para ferir você, para puni-la por tê-lo feito sofrer, por não ter atendido a tudo o que ele queria, quando e como ele queria. A atual é jovem, bonita, e deve reverenciá-lo, o que faz com que ele se sinta mais poderoso. Por outro lado, ele pode dar para ela e filha a segurança financeira e o status que ela ainda não conseguiu sozinha. Portanto, esta é uma oportunidade única, dessas que aparecem uma em um milhão. Sinceramente, os casos que ele tem agora não me dizem mais respeito e nem me ferem, não me incomodam. Fiquei até mais tranquila quando soube que ele já estava casado de novo e que era com uma boa moça suburbana. Melhor que cair na vida, se perder de novo, depois de tanto esforço que ele fez para centrar. Enfim, talvez goste dela… Lá vem o despeito.
No entanto, minha avaliação (e é minha, não é a verdade) é que é por  você que ele tem  fixação desde que a conheceu. As outras, nós, passamos por sua vida, mas é você que permanece.  Não sei se ele te ama realmente, se apenas gosta de você, ou se tem uma atração física, química, sei lá, irresistível, sobre isso só vocês dois sabem o que viveram. Mas houve algumas situações nos anos que vivemos juntos em que sei que era você que estava presente. E isso não é agradável para mulher alguma constatar até porque eu me doei integralmente a ele, em pensamentos, palavras, atos e omissões.
Não faço essas afirmações levianamente. Quando você voltou para casa, ele ficou desesperado. Eu estava lá do lado dele e vi um homem destruído, cujo semblante estava transfigurado pela dor. Inclusive, mostrou-me o sms que você mandou terminando tudo, e essa mensagem martela em minha mente obsessivamente: “beijo teus olhos, beijo tuas mãos cheia de pintinhas…” Ele é vingativo, e, naquele momento, disse que jamais ficaria com você de novo, mesmo que tivesse que passar por cima dele mesmo. E creio que está seguindo o que se propôs. Por isso o casamento rápido…
Pelo que descrevo, vê-se que não fui poupada em nada. Eu permiti, tenho que confessar. Então, não se culpe! O casamento acabou não por sua causa, mas porque ele não me amava mais. Porque ele teve, enfim, coragem de assumir seus sentimentos, há muito represados. Foi por nós dois: por causa dele, que fez sua escolha quando foi embora levianamente; e por minha causa, que não pude esquecer e relevar tudo o que aconteceu. Nós tentamos, porque nos gostávamos muito e havia muita cumplicidade entre nós, creio que até doentia. Mas, tanto ele quanto eu sabíamos que não seria mais possível. O cristal havia se estraçalhado.
Enquanto eu não sabia que não era eu “a mulher de sua vida”, enquanto achava que ele tinha apenas  necessidades de aventuras, de flertes, eu podia conviver com isso, porque sentia que ele me amava e o que o impelia era a necessidade da emoção. Depois do reencontro de vocês, tudo mudou. Soube que fui só uma irmã mais velha, uma grande amiga, um apoio durante muito tempo. Esse apoio se estendia à minha família, que tem seus problemas como qualquer uma, mas que é uma referência para todos nós; muito nos apoiamos e nos protegemos também. Ela o acolheu e que o fez sentir parte da tribo.
Quem sabe se ele não tivesse sido tão cruel, tivesse efetivamente assumido a relação de vocês e não ter feito jogo duplo,  fossem felizes e um dia terminassem, remotamente, haveria possibilidade de retomarmos, um dia. Porque não sabemos o que está para acontecer em nossas vidas. Sem isso, eu não quis, eu não quero, porque sei que ele pertence a você e sempre correrá para seus braços quando a vida não lhe suprir de tudo o que ele deseja. E você o acolherá, porque sempre fica esperando por isso, ansiosamente. Não quero um futuro desses para mim. Não quero migalhas.
Pois é, acho que já gastamos tempo demais de nossas vidas falando sobre essa pessoa. Infelizmente, suspeito que eu ainda falarei muito, Espero que com menos mágoa e rancor. E também, sem tolas esperanças.
Pode continuar escrevendo, desabafando quando quiser. Você me escutou quando precisei, você foi generosa quando eu estava desesperada. Sempre agiu de forma correta. Nós, mulheres, temos que ser solidárias, pelo menos, na dor.
Viva a sua vida, vá em frente, reaja. Se eu consegui, para você será muito menos dificil.
Eu
PS: Fiz esse blog para poder desabafar. Não quero expor ninguém, tanto que não uso nomes e as situações são o mais genéricas possíveis.

Ah! Além do triângulo amoroso, temos em comum o fato de sermos masoquistas. E, para os masoquistas, há salvação. Já para os sádicos…

About these ads

Uma resposta para “Mulheres abandonadas (parece nome de novela!)

  1. Hilario Baptista

    Resposta:
    Caro Hilário,
    Obrigada pelo comentário. Considero importante as pessoas defenderem seu ponto de vista através da participação política. No entanto, não uso este espaço para propaganda política. Abraço e volte sempre por aqui…

    ——————————————————————————
    Bom dia. Nem sei como conheci este blog e achei um ótimo canal de comunicação e gostaria de pedir ajuda a uma amiga que está se candidatando nas próximas eleições com a proposta de auxiliar mulheres que, abandonadas pelo marido tem dificuldade em continuar trabalhando pra siustentar sozinhas os seus filhos. Continuam trabalhando pro seu sustento sem a dependencia do marido. Assunto que ela conhece bem por ter sido vítima desse problema. Ela é [texto editado] que foi trocada pela Bruna Surfistinha, uma ex-garota de programa. Podem divulgar? Muito obrigado.

Adoro os pitacos de vocês!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s